Viagens Pedagógicas

Os alunos, dentro e fora da sala de aula, participam de atividades que ampliam seus horizontes, promovendo a conscientização acerca da diversidade cultural, de problemas sociais e de questões ambientais. Os estudantes conhecem diferentes regiões do Brasil, várias comunidades, biomas e centros históricos.

Uma espiral crescente de desafios

Essa vivência tem início na Educação Infantil e prossegue até o Ensino Médio.

Na Educação Infantil, os alunos exploram os espaços do campus, como os  jardins, a horta e o minhocário, e aos poucos expandem a experiência, visitando parque e biblioteca do bairro.

No Ensino Fundamental 1, eles conhecem  outras cidades,expandindo a compreensão de aspectos históricos e culturais.

Já no Ensino Fundamental 2 e no Ensino Médio, as viagens promovem a discussão sobre questões socioambientais pelo contato com realidades distantes, até em outros estados e países.

As viagens são autorais, concebidas e planejadas por educadores do Colégio.

Galeria de fotos

Alunos do Ensino Médio em Itatiaia
Alunos do Ensino Médio no sul da Bahia
Crianças da Educação Infantil no zooparque em Itatiba
Alunos do Fundamental 1 em São Luiz do Paraitinga
Alunos do Fundamental 1 no Oeste Paulista
Alunos do 9º ano em São Raimundo Nonato, no Piauí
Alunos do Ensino Médio no Quilombo Ivaporunduva
Estudantes da EJA em São Luiz de Paraitinga
Alunos do Fundamental 2 na Baixada Santista
Alunos do Fundamental 1 em São Luiz do Paraitinga
Alunos do Fundamental 1 na Mata Atlântica
Crianças do F1 no Parque Villa-Lobos
Crianças da Educação Infantil no zooparque de Itatiba
Alunos do F2 na Baixada Santista
Estudo do meio do Fundamental 1 em Extrema
Criança da Educação Infantil na horta da escola
Estudantes da EJA no centro de São Paulo
Alunos do Ensino Médio em Ilha Grande
Aprendizados em Lagamar
Alunos do 9º ano no sítio arqueológico da Serra da Capivara, no Piauí
Alunos do Ensino Fundamental 2 em Lagamar
Estudantes do Fundamental 2 em Lagamar
Alunos do 8º ano do Fundamental 2 nas Cidades Históricas de MG
Alunos do 9º ano na Serra da Capivara, no Piauí
Alunos do 9º ano na Serra da Capivara, no Piauí
Alunos do 6º ano do Fundamental 2 na Baixada Santista
Alunos do Ensino Médio na Chapada dos Veadeiros
Crianças do 1º ano no Instituto Biológico em São Paulo
Alunos do Fundamental 2 nas cidades históricas de Minas Gerais
Alunos do Ensino Médio na Chapada dos Veadeiros
Alunos do Fundamental 2 em Lagamar
Alunos do 8º ano nas cidades históricas de Minas Gerais
Alunos da 1ª série do Ensino Médio no Pantanal
Alunos do 9º ano do Fundamental 2 no Sertão

VIAGENS INTERNACIONAIS

Nos últimos anos do Ensino Fundamental 2 e durante o Ensino Médio, estudantes têm a oportunidade de participar de viagens para outros países, acompanhados pelos professores da escola. 


Canadá

Durante a viagem, os estudantes ficam hospedados nas dependências da Universidade de Toronto, onde assistem a aulas diárias de inglês e participam de workshops temáticos. 

Como parte da experiência de imersão cultural em Toronto, conhecem museus, galerias de arte, parques e outros pontos interessantes da cidade.
Também  visitam as cidades de Montreal, Quebec, Ottawa e Mont-Tremblant. 


Escandinávia

Em Gotemburgo, na Suécia, estudantes participam do Torneio “Partille Cup”, maior campeonato de handebol amador do mundo, e do torneio Dronninglund, na Dinamarca. 

Os alunos também realizam passeios pelos principais pontos turísticos como museus e parques das cidades. Nos últimos dias, visitam a cidade de Copenhagen.


Boston

Durante uma semana, estudantes frequentam o campus do MIT, seus laboratórios e bibliotecas. Utilizando metodologia de engenharia e design do MIT, sob orientação dos professores da universidade, são convidados a solucionar desafios reais em comunidades vulneráveis. 

Também visitam a Universidade de Harvard e Ollin College e conhecem um pouco da cultura e da vida de Boston. 


África do Sul

Na viagem, que acontecerá pela primeira vez em 2023, estudantes conhecerão a Universidade da Cidade do Cabo e o seu programa de formação de lideranças africanas em políticas públicas. Eles também participarão ativamente como voluntários dos projetos nas townships e nas comunidades nos arredores de Cape Town, com visitas, interação e discussão com a população atendida.