“Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”

Pela primeira vez na história, o Sínodo, que é uma espécie de assembleia dos bispos de todo o mundo, é dedicado a uma região geográfica específica. Com o tema “Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”, o evento teve início no Vaticano no dia 6 e vai até 27 de outubro deste ano.

O Cardeal Cláudio Hummes, presidente da Rede Eclesial Pan-amazônica (REPAM), que foi nomeado pelo Papa Francisco como relator geral do Sínodo para a Amazônia, conhece muito bem a região. Só para elaborar o documento do Sínodo, a Igreja ouviu mais de 80 mil pessoas. Em sua fala aos alunos do Ensino Médio do Colégio em evento realizado no dia 19/09, ele afirmou que a crise ambiental e climática aflige o mundo inteiro. “Tratar do tema é urgente, a vida no planeta está ameaçada. A Amazônia faz parte da sustentabilidade da terra e precisamos defendê-la.” Leia a matéria na íntegra: “Não somos só nós que precisamos desta floresta…”

Em seu pronunciamento na abertura do Sínodo, nesta segunda-feira (07), Dom Cláudio afirmou que “o tema ressoa grandes linhas pastorais características do Papa Francisco. Definir novos caminhos. Desde o início de seu ministério papal, Francisco sublinha a necessidade de a Igreja caminhar. Ela não pode ficar sentada em casa, cuidando de si mesma, cercada de muros de proteção. Muito menos ainda, olhando para trás com certa nostalgia de tempos passados. Ela precisa abrir as portas, derrubar muros que a cercam e construir pontes, sair e pôr-se a caminho na história, nos tempos atuais de mudança de época, caminhando sempre próxima de todos, principalmente de quem vive nas periferias da humanidade.”

Acompanhe o Sínodo pelo Canal do Vaticano: Vatican News

arrow_back Voltar para Notícias