A política e a verdade factual

Em junho, Eugênio Bucci, professor da Escola de Comunicações e Artes da USP e membro do Conselho Administrativo do Colégio Santa Cruz, e Francisco Cruz, diretor executivo e cofundador do InternetLab, conduziram um debate sobre polarização, desinformação e regulação das redes sociais.

A conversa partiu da constatação de que os indicadores da democracia estão em declínio em diversos países, inclusive nos Estados Unidos, de acordo com levantamentos de diversos institutos. E, neste cenário, a desinformação tem um papel central.

“A democracia supõe um público capaz de julgar. É uma ideia elementar desde o Iluminismo. Os cidadãos devem ser capazes de pensar por si”, afirmou Bucci. Segundo ele, a preocupação atual é a possibilidade de a política se degradar em fanatismo, em que não se observa a verdade factual.

Francisco Cruz levantou a questão de que não faz sentido estabelecermos uma contraposição entre vida digital e vida não digital, uma vez que todos vivemos nesta realidade entrelaçada. Ele, que é ex-aluno da escola, destacou, ainda, a importância da educação midiática, tendo como foco a cidadania.

Os dois convidados concordam que a regulação das redes sociais é necessária, mas é um processo complexo. Bucci levantou o problema de quem e de que forma seriam separadas “as verdades” e “as mentiras”.

A conversa foi mediada por Marco Cabral e Eduardo Chammas, professores de História do colégio.

Assista ao encontro.

arrow_back Voltar para Notícias